sábado, 22 de dezembro de 2012

Um novo começo ...



Em muitos instantes não estamos certos
no que presumimos ver...
Mas na sua maioria estamos certos nos sentimentos...

A sutileza do sentir é mágica...

Não pode existir no exato instante...
O ser e o não ser...

Aposto a minha vida na verdade...
Não vou renunciar...
Cada dia é uma batalha a vencer...

O destino pode até asseverar...
Mas...
Tudo ainda é possível...

O mundo extasia ao seu fim...
Nada mais é que um novo começo...

Darei um novo nome a tudo que me envolve...
Os cheiros que exalam dos mares...
A luz que chega do sol...
As lágrimas dos céus...
O gosto da terra...
O canto do Bem-te-vi...

Darei um novo nome para o que sente meu coração...
Para a morada dos deuses...
As poesias que me chegam abraçadas por nuvens...
Representando os gritos da minha alma...

Darei um novo nome aos meus mais altos voos...
Aos cumes das montanhas dos meus sentimentos...
A perseverança que me chega do firmamento...
As águas perfumadas que me lavam...

Darei um novo nome à uma sorte que passa distante...
E a outra sorte que vive constante...
A que tem uma atmosfera azul...

Darei um novo nome ao amor que sinto por ti...
Ao meu mundo que gosto de desfrutar...
A tudo que me é necessário...
Há todos os dias que ainda viverei...

Só não posso e não necessito mudar o nome...

NANCI!!!

Um comentário:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Dar un nuevo nombre, impulsar una nueva brisa....¡¡¡Precioso!!!
Um abraço.