sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Você... é o meu amado!!!




Sem gritos para o mundo...
E sem o mundo ser agitado...
Você...
É o meu amado!

Não quero só o agradável...
Não fujo das agonias...
Quero-te no calor e no frio...
No prazer e na dor...
Tranqüilo e sempre íntegro...

És o meu amado...

Te dá amor...
Permanece como um ideal...
Como uma constituição real das minhas emoções...
Como um inventário honesto da minha vida...

Repetida vezes sinto que tudo é possível...
Este meu amar é inteiramente novo...
E estranhamente familiar...

É uma qualidade de sentimento...
Surpreendente pela constância...
É impossível eu ser perturbada...
Muito menos negativa...

Minhas necessidades de Você...
São normais... ora anormais...
Governam o meu coração...
Reflete em meu corpo...
Que dorme em calmaria...

Mas esta minha calma está longe da frieza...
Dentro de mim mora um fogo sem fumaça...
É um calor carregado de desejos...
É um amor capaz de amar...

É uma luta explicita e constante de
pensamentos que chegam até você...
É o significado pleno de sentimentos profundos...
É uma paixão transcendente...
Maravilhosa...
Ora dolorosa...

Um ciclo de algumas tristezas e muitas alegrias que
compõem a minha vida...

Não me importa quem se ache no direito de me julgar...
Eu só sei te Amar!

Busco-te com meus adágios...
Acariciando-te...
Beijando-te...
Deixando-te adormecer...
Completamente...

Nos meus braços...

Você...
É o meu amado!!!

...

Um comentário:

BLOG DO PROFEX disse...

Nanci, lindo poema-declaração!
'Este meu amar é inteiramente novo...' O amor é renovação constante.
Grande Abraço!