quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Te vejo com muita Luz...




Só se ver a luz... quando já passou pelas trevas!

Vivencio o que achava impossível...
Sinto o que achava improvável...
Gosto do gosto sem provar...
Sinto sensações sem tocar...
Sinto tua presença sem estar...

Algo me tira a concentração na ação...
Embalo as emoções do meu coração...

Abro a porta de mim mesma...
Bem devagar...
Pra não espantar os sentimentos
refugiados no meu interior...

Com passos suáveis...
Piso no papel de arroz...
Onde minha clareza...
Só deixará marcas se eu vacilar...

Está tudo escuro...
A cada passo deste meu caminho
uma luz vai se acender...

O primeiro brilho... A vontade!
A luz da vontade é forte...
Soberana...
Tendo o foco direcionado...

Outra bem tímida cintila... O medo!
Ela poderia agigantar-se...
Se uma poderosa não nascesse pra
lhe ofuscar... A esperança!

A luz da esperança tem grandeza...
É a estrela D’Alva da vida...
Atinge todos os nossos extremos...
Aquecendo as nossas almas...

Continuou a andar...
Não sinto mais o som dos meus passos...
Foco nas luzes que se acendem...

Chego perto de uma fascinante e simples...
A verdade...
É...
Ela é assim... com muita beleza, mas...
Simples...
Ela transmite a confiança, a calma e a paz...
Ela sempre me diz:

_Tudo pode não acontecer...
_Tudo pode acontecer...
_Se eu estiver acessa...
_Você... nada pode temer!

Algo me chama atenção...
Está próximo e longe...
Um conjunto de luzes formando um
candelabro, que acende e apaga...
Sem força e sem brilho...

Aproximo-me e reconheço...

O orgulho, que tudo destrói...
A vaidade, que tudo quer o que não pode...
A ira, que elimina atos e palavras de ternura...
O egoísmo, que não deixa enxergar a liberdade...
A indiferença, que tira a sensibilidade de sentir o próximo...
A inveja, que é o pior dos sentimentos, nos torna pequenos...

Estas luzes não podem ser abastecidas... Nunca!
Seu gerador está destruído...

Meus olhos são capitados por uma luz maior...
Bem maior... O AMOR!

Ele sim... tem fonte natural...
De águas límpidas...
Represada desde que nasci...
Sempre me alimentou...
Fez pulsar o meu coração...
Deu sentido ao meu caminhar...

Junto à luz do AMOR...
Como um grande guardião...
Lá está ela...
A luz da PAIXÂO!

A luz que ilumina os meus amanheceres...

Poucos concordam...
Mas, eu acredito que...

A Paixão em tudo tem que estar...
Na vida... para ser bem vivida...
Nas conquistas... para termos perseverança...
Nas realizações... para vibrar os nossos corações...
No chorar... ela é a força da agonia...
No falar... ela gerar harmonia...
No brincar... ela é só alegria...

No AMAR... ela é o AMOR...
No AMOR... ela é o incentivador...
É o grande protetor!

Para te encontrar...
Sentir... saber... enxergar...
Precisei penar... aprender...

Renasci para Amar...
Com a força da minha Paixão...
Ouvindo só...
O meu Coração!


Pra você minha paixão ...

Um comentário:

Debora disse...

Acho que o irmão teve mt MERECIMENTO! parabéns!