terça-feira, 22 de junho de 2010

Alforriada para Acreditar...




Ter fé é ter convicção em algo, em alguém...
Sem necessitar de veracidades...
É uma absoluta confiança...
É apostar sem apostador...
É esperar pelo fim da dor...

Meu coração mantém sentimentos de
afeição, de amor e compreensão...
Sem alegações...

Não sou escrava do meu passado...
Nunca é possível uma semelhança com
o presente ou com o futuro...
O hoje é...
Uma associação de experiências...

Compartilhada através de relatos...
Contextos...
Lembranças, desejos, emoções...
Sonhos abortados...
E algumas desilusões...

O medo não justifica a falta do acreditar...
Acreditar é uma necessidade a ser defendida...
Ninguém é neutro...
Não podemos parar de argumentar...
Mas...
Precisamos acreditar...

Acreditar se manifesta de várias maneiras...
É uma questão emocional...
Totalmente racional...
Tem razões especificas...
Não carece de evidencias...

Mas...

A nossa cosmovisão deve ser bem refletida...
Extraindo as lógicas...
Sem pressuposições fixadas...
Ajustando o que sentimos a nossa realidade...

Não podemos avaliar as profecias...
Entretanto podemos acreditar em pequenos milagres...
Tudo pode acontecer...

Não devemos dar margem para os desenganos...

Só trazemos duas maneiras para errar...

“Raciocinando mal com dados corretos
ou raciocinando bem com dados falsos...”

Que apelemos para a autoridade do coração...
E que...
Possamos continuar acreditando nos sentimentos...

Não morrerei...
Mesmo depois de perecida...
Estarei a voejar com os meus pensamentos...

3 comentários:

MENEZES disse...

Oi Nanci! Gostei de tudo que vc escreveu! E também gostei da iniciativa de colocar os retratos de desaparecidos no blog! Como posso fazer a mesma coisa no meu? bjs

MENEZES disse...

Vida boa heinnn! Feriadão de são joão!

Crônicas do Cotidiano disse...

Lindo blog!
Estou te seguindo...
Bjkss